24 C
Rio de Janeiro

Jornada ESG chega na Argentina e conhece de perto problemas do polo Sul

Mais lidas

eco21
eco21https://eco21.eco.br
Nossa missão é semear informação ambiental de qualidade.

Do Ushuaia a El Chaltén, na Argentina, a expedição conhece iniciativas dedicadas a questões relacionadas à mudança climática e à conservação ambiental

A Jornada ESG encerrou a primeira semana e percorreu os primeiros 1,8 mil quilômetros de Ushuaia a El Chatén, na Argentina. A expedição, que está sendo realizada de carro, começou no dia 18 de março e vai passar por 18 países até chegar ao Alasca. Ao todo, serão percorridos 50 mil quilômetros em 228 dias de viagem. No caminho, serão visitadas iniciativas, cuja atuação converge com os objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS) da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU). O projeto é idealizado pelo empreendedor em negócios de impacto e produtor de conteúdo audiovisual Marcel Guariglia.

A menos de 1.000km da Antártida, nesse primeiro trajeto, Guariglia se encontrou com representante da Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável Ushuaia Mais Verde, Virgínia Rizzo, que apresentou o Plano Local de Ação Climática da Cidade de Ushuaia, formulado especialmente para áreas urbanas e que traz uma reflexão sobre como as cidades têm sido afetadas pelas consequências das mudanças climáticas, com inundações, ondas de calor, temporais e outros desastres.

De acordo com Rizzo, as cidades são parte essencial na discussão global sobre as mudanças climáticas, sendo necessário um sólido compromisso por parte dos governos locais para mitigar as emissões que o causam além de gerar resiliência ante seus efeitos. “Em Ushuaia instituímos o Plano Local de Ação Climática, no qual concentramos todas as ações de mitigação e todas as ações de adaptação”, esclarece. Rizzo detalha também o Programa de Educação Ambiental, em andamento na cidade, que já trabalhou com cerca de 20 mil crianças nos últimos seis anos. A entrevista completa com Virgínia Rizzo está disponível no canal do YouTube do projeto Jornada ESG.

Carbono Neutro 

Em Punta Arenas, região de Magalhães no Chile, Guariglia visitou a HIF Global, que combate os efeitos causados pelas mudanças climáticas, por meio da implementação de uma planta carbono neutro dedicada a produção de e-combustíveis à base de hidrogênio verde. A HIF Global é a primeira planta do mundo que transforma energia eólica em hidrogênio.

Guariglia se encontrou com Juan Eduardo Gallardo, diretor de Estratégia da iniciativa, que explicou detalhadamente o processo de transformação energética e destacou o papel da inovação como o principal pilar dessa cadeia. “Nossa missão é fornecer combustíveis altamente inovadores para tornar possível a descarbonizarão do planeta”, completa o diretor.

“Os esforços para promover o hidrogênio verde estão em consonância com o ODS 7 da ONU, que visa garantir o acesso à energia acessível, confiável, sustentável e moderna para todos. A produção deste combustível de forma limpa também impulsiona o progresso em direção a outros ODSs, como o 13 (Ação contra a Mudança Global do Clima), enfatizando a necessidade de uma abordagem holística para a sustentabilidade” explica Guariglia.

Ainda em Punta Arenas, Guariglia e sua equipe puderam conhecer o Centro de Investigação Dinâmica de Ecossistema Marinhos de Altas Latitude (Centro IDEAL) e conversaram com os especialistas Humberto Gonzalez e José Iriarte, da Universidade Austral do Chile (UACh) para entender como funciona o Centro, criado para responder aos desafios das mudanças globais no Estreito de Magalhães.

Legado

No km 1.150, nossos viajantes passaram pelo Parque Nacional Torres del Paine, declarado em 2013 pela UNESCO como oitava maravilha do mundo. Hoje a unidade de conservação recebe aproximadamente 300 mil visitantes por ano. O time da Jornada ESG conheceu os desafios ambientais vinculados ao turismo sustentável, com a inciativa Legacy Fund, que tem como missão a conservação do patrimônio nacional, preservação de espécies em extinção, e promover campanhas de conscientização em prol de um turismo sustentável.

“O ODS 15 da ONU, intitulado “Vida Terrestre”, desafia o mundo a proteger, restaurar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, e deter e reverter a degradação da terra e a perda de biodiversidade. Este objetivo é fundamental, pois aborda a necessidade urgente de conservar os habitats naturais que sustentam a vida na Terra, ao mesmo tempo em que busca equilibrar as necessidades humanas associadas a preservação ambiental” destaca Guariglia.

Ao final dessa primeira semana, o grupo chegou ao km 1.806, em El Chatén, a capital nacional no Trekking, onde puderam conhecer a Fundação Anfíbia, que abordou os principais desafios ambientais e sociais da região e trabalho realizado para a preservação do habitat, cercado de montanhas e neve, numa grande variedade de fauna e flora e, visitado por turistas do mundo.

Nessa rota estão presentes praticamente 80% dos glaciares das montanhas de neve e gelo que temos na América do Sul. “É uma rota muito importante, quando falamos de mudanças climática, aquecimento global e preservação ambiental”, afirma Guariglia.

A Jornada ESG continua a sua rota inspiradora, desvendando soluções sustentáveis e promovendo um diálogo enriquecedor sobre o futuro do nosso planeta. Toda a expedição poderá ser acompanhada na plataforma jornadaesg܂com e que ao final, compilada em um documentário.

Jornada ESG

A Jornada ESG surge como uma iniciativa para aproximar os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) de líderes, gestores e organizações, fortalecendo a cultura ESG no Brasil e no mundo. “O objetivo é conectar soluções inovadoras e sustentáveis, trocar ideias, conhecimento e experiências práticas, além de encorajar empresas, empreendedores, organizações governamentais e ONGs a direcionar esforços para a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas.

Para registrar a Jornada ESG, os conteúdos serão entregues em três formatos: diário de bordo atualizado semanalmente compartilhando desafios da rota e projetos, conteúdos técnicos das organizações de impacto ou iniciativas sustentáveis, e uma série de oito episódios na qual será abordado temas relevantes e especialistas convidados, incluindo personalidades como Ana Carla Reis, Edu Lyra, Amyr Klink, Katiucha Pacheco, Carlos Nobre, Luciane Vieira, Sonia Consiglio, entre outros.

Notícias relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

- Advertisement -spot_img