22 C
Rio de Janeiro
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Semana do Meio Ambiente Inhotim celebra a biodiversidade e aspectos culturais do Cerrado 

Mais lidas

eco21
eco21https://eco21.eco.br
Nossa missão é semear informação ambiental de qualidade.

Nesta edição, programação de oficinas, visitas mediadas, palestras e outras ações gratuitas tem como norte o Ser do Cerrado, projeto executado em parceria com o Ministério Público de Minas Gerais por meio da Plataforma Semente com recursos de medidas compensatórias ambientais. Objetivo é aumentar a sensibilização sobre a conservação do Cerrado, segundo maior bioma do país, e território de diversos ecossistemas. 

Ipê Amarelo. Instituto Inhotim. Foto: João Marcos Rosa

Entre os dias 1º e 5 de junho, o Inhotim será palco da Semana do Meio Ambiente 2022, edição Ser do Cerrado, com programação gratuita, aberta ao público de todas as idades, com palestras, visitas mediadas, oficinas e apresentações culturais, e ainda a abertura de um novo espaço educativo no Instituto, o Meliponário. Nesta edição, a programação tem como norte a sensibilização e valorização do Cerrado, tema que vem sendo abordado ao longo do ano nos programas do Instituto por meio do Ser do Cerrado, projeto executado em parceria com o Ministério Público de Minas Gerais por meio da Plataforma Semente, com recursos de medidas compensatórias ambientais.

Abrigo de diversas espécies da fauna e da flora, o Cerrado é o segundo maior bioma do país e hotspot mundial — termo utilizado para designar lugares de elevada riqueza natural, mas que também sofrem com elevado grau de degradação. Nele, também estão situadas reservas hidrológicas que abastecem alguns dos rios mais importantes da América do Sul e fornecem água para todas as regiões do Brasil. Apesar de toda a sua relevância, o Cerrado se encontra altamente ameaçado e precisa de atenção.

“O Cerrado tem relevância ecossistêmica fundamental e também resguarda grande parte do patrimônio histórico e cultural do Brasil. Traremos atividades diversas para aumentar a conscientização do público sobre sua diversidade e preservação”, explica Juliano Borin, Curador Botânico do Inhotim, que irá mediar a visita Bastidores do Viveiro no dia 1º de junho. “Durante as visitas, vamos convidar os participantes a investigar as adaptações que as espécies do Cerrado tiveram que desenvolver para se reproduzir. Troncos retorcidos, folhas coriáceas, árvores não muito altas e sistemas radiculares super desenvolvidos são só alguns exemplos das adaptações que podemos perceber nas plantas desse bioma”, completa.

“Falar de Cerrado no Inhotim é falar do próprio território, afinal, Brumadinho está localizado em uma região de transição deste bioma com a Mata Atlântica”, reflete Sabrina Carmo, Coordenadora do Jardim Botânico. “O Jardim Botânico é uma plataforma perfeita para práticas de educação ambiental que foquem na mensagem de que o Cerrado é nosso, que precisamos conhecê-lo — plantas, animais silvestres e pessoas — e entender como esses seres se relacionam e qual o nosso papel na sua conservação”.  

O Inhotim possui uma coleção de cerca de 4,5 mil espécies de diversos continentes — algumas raras e ameaçadas de extinção —, distribuídas entre os 140 hectares do Instituto. Simultaneamente à atuação como Museu de Arte Contemporânea, o Inhotim é Jardim Botânico e desenvolve programas que visam à conservação da biodiversidade e pesquisas acerca de mudanças climáticas, entre outros temas relacionados à flora nativa.

Durante a programação, o Inhotim abre as portas do seu Meliponário para visitação do público, espaço situado no Viveiro Educador. O Meliponário é resultado de uma parceria com o CRESAN (Centro de Resgate e Ecologia de Abelhas Nativas), um projeto de Brumadinho, e tem fins exclusivamente conservacionistas. O novo espaço permite ao público conhecer algumas espécies de abelhas sem ferrão, que são muito importantes para a polinização da flora nativa.

A programação da Semana do Meio Ambiente Inhotim 2022 contempla visitas mediadas com foco em Cerrado; ciclo interdisciplinar de palestras sobre o bioma; mostra de sementes do bioma; apresentações culturais locais e oficinas educativas. Algumas atividades terão, ainda, transmissão simultânea e tradução em Libras.

Visitas Mediadas 

Bastidores do Viveiro

Conhecer a biodiversidade do Cerrado é primordial para sua conservação. Nessa visita, o público terá a oportunidade de conhecer os jardins do Viveiro, a produção de plantas e as coleções botânicas guardadas nas estufas e casas de sombra.

Quarta-feira, dia 1º de junho, às 10h, mediada por Juliano Borin, Curador Botânico do Inhotim.

Domingo, dia 5 de junho, às 10h, mediada por Samuel Gonçalves (@umbotaniconoapartamento), Doutor em Botânica e colecionador de plantas.

Tradução em Libras. Local: Saída da Recepção

Visitas com o Educativo – Ser do Cerrado 

A partir do acervo botânico com espécies do Cerrado, o Educativo Inhotim convida para conhecer e refletir sobre esse bioma por meio de visitas mediadas com educadores.

De 1 a 5 de junho, às 14h.

Tradução em Libras no dia 2 de junho

Local: Saída da Recepção

Mostra de Sementes

Mostra de sementes. Laboratório do Inhotim. Foto: João Marcos Rosa

A exposição concentra parte da diversidade de frutos e sementes de espécies típicas do Cerrado e as estratégias que elas utilizam para sobreviver e conquistar novos ambientes. O público terá a oportunidade de conhecer, tocar e entender como essas estruturas são utilizadas pelas pessoas, bem como a importância de conservar a flora do Cerrado.

De 2 a 5 de junho, das 10h às 15h

Local: Viveiro Educador

Palestra 

Conhecendo a Fauna do Cerrado 

Ipê Amarelo, Instituto Inhotim. Foto: João Marcos Rosa

Nesta palestra, o biólogo da Secretaria de Meio Ambiente de Brumadinho, Vinícius Barbosa, abordará a fauna de Brumadinho, principalmente as espécies que ocorrem no Cerrado, ameaças para conservação e experiências com resgate de fauna no município.

Dia 2 de junho, às 10h

Local: Teatro

Oficinas Educativas 

Oficina Saberes do Cerrado 

Diante da diversidade cultural do Cerrado, educadores do Inhotim irão produzir, com os participantes, bijuterias e cosméticos naturais a partir de matérias-primas desse bioma.

Dia 3 de junho, às 10h30 e às 14h

Local: Viveiro Educador

Tradução em Libras na oficina das 14h

Classificação livre (crianças deverão estar acompanhadas de um adulto responsável)

Oficina de Ilustração Científica 

Conhecimentos artísticos e científicos se encontram para representar graficamente a biodiversidade do Cerrado. Nesta oficina, o Educativo Inhotim irá, através do desenho de espécies do Cerrado, promover aprendizados sobre a flora e a fauna do bioma, sensibilizando público quanto a importância da conservação da biodiversidade.

Dia 4 de junho, às 10h30 e às 14h

Local: Viveiro Educador

Tradução em Libras na oficina das 14h

Classificação livre (crianças deverão estar acompanhadas de um adulto responsável) 

Oficina de Produção de Exsicatas 

A partir do contato direto com a flora do Cerrado presente no Inhotim, os visitantes irão conhecer as estruturas vegetais e montar prensas de identificação botânica.

Dia 5 de junho, às 10h30 e às 14h

Local: Viveiro Educador

Classificação livre (crianças deverão estar acompanhadas de um adulto responsável)

Roda de Conversa 

Polinizar 

No dia de abertura do Meliponário do Inhotim, o público será convidador a descobrir curiosidades únicas sobre as abelhas sem ferrão por meio de um bate-papo com especialistas em criação e conservação dessas espécies.

Dia 3 de junho, às 15h

Loca: Meliponário (Viveiro Educador)

Ciclo de palestras 

Canela-de-ema, Instituto Inhotim. Foto: João Marcos Rosa

Cerrado Sempre-Vivo 

Nociclo de conversas interdisciplinares, o público vai conhecer mais sobre o Cerrado com profissionais das áreas de paisagismo, pesquisa e educação: Mariana Siqueira (projeto Jardins do Cerrado), João Meira Neto (Universidade Federal de Viçosa) e Rosângela Azevedo Correa (Museu do Cerrado).

Sábado, 4 de junho, às 9h30

Abertura com apresentação do ¿Silencie? Coletivo Percussivo.

Com tradução em Libras

Local: Transmissão ao vivo pelo YouTube (as inscrições estão encerradas).

Apresentações culturais 

Luzmilla Luz

A artista apresenta o show performático Sintrópica, construído a partir de temáticas que exaltam a terra e as forças da natureza. Os cantos apresentados neste trabalho remetem às cantigas populares, cirandas numa celebração da natureza, através re-encantamento de nosso olhar para o mundo. É um chamado pelo cuidado da Terra, pelo cuidado da vida.

Dia 4 de junho, às 15h30

Local: Viveiro Educador

Orquestra de Câmara Inhotim 

Nesta apresentação, o público vai conhecer a obra Os Jardins de Inhotim, do premiado compositor brasileiro Jônatas Reis. A apresentação terá participação do violonista Celso Faria sob a regência do Maestro César Timóteo.

Dia 5 de junho, às 15h30

Local: Viveiro Educador

As inscrições para as Oficinas serão realizadas por meio de formulário no site do Inhotim. O restante das atividades terá inscrições presenciais no dia do evento. Há limitação de vagas em algumas atividades.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Notícias relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

- Publicidade -spot_img