21 C
Rio de Janeiro
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

União entre empresas recicla mais de 2 bilhões de garrafas PET

Mais lidas

eco21
eco21https://eco21.eco.br
Nossa missão é semear informação ambiental de qualidade.

Com o apoio de mais de 200 empresas, Plastic Bank chega a 2 bilhões de garrafas PET coletadas para reciclagem no mundo

Empresa, que já ajudou a beneficiar quase 2 milhões de quilos de plástico no Brasil, busca frear a poluição dos oceanos e melhorar as condições de vida de coletores por meio de bonificações

A Plastic Bank, empresa social canadense que ajuda a impedir que o plástico polua os oceanos, atingiu a marca de 2 bilhões de garrafas PET – ou seja, mais de 40 milhões de quilos de plástico – coletadas para reciclagem ao redor do mundo, contando com o apoio de mais 200 companhias globais. O marco do segundo bilhão foi alcançado doze vezes mais rápido do que o do primeiro,  evidenciando o compromisso da Plastic Bank em reduzir a poluição nos oceanos e ajudar a melhorar as condições socioeconômicas de coletores em comunidades costeiras vulneráveis. Do volume total coletado, quase 2 milhões de quilos são resultantes da operação no Brasil.

Fundada em 2013 por David Katz, a Plastic Bank atua hoje, além do Brasil, no Egito, nas Filipinas e na Indonésia, e conta com mais de 30 mil coletores e 500 pontos de coleta. O objetivo é construir ecossistemas éticos de reciclagem e reprocessar os materiais para reintroduzi-los na cadeia de fornecimento para manufatura. Para isso, a empresa estrutura pontos de coleta seletiva e integra os coletores em um programa que oferece remuneração extra pelo volume de plástico arrecadado. 

Todo o plástico coletado é registrado no sistema em blockchain da Plastic Bank, encaminhado para beneficiamento e transformado no chamado “Plástico Social® ”, que pode ser reintegrado em novos produtos e embalagens como parte de uma cadeia circular. A plataforma protege todas as transações e possibilita a visualização de dados em tempo real, garantindo transparência, rastreabilidade e escalabilidade ao processo de reciclagem do plástico. 

A nível global, a SC Johnson e a Henkel são parceiras no desenvolvimento do ecossistema e, entre as mais de duzentas empresas que apoiam os esforços de coleta, estão nomes como Wella, P&G, Coca-Cola, L’Oréal e CooperVision.

– A poluição com plásticos e seu impacto em nossos oceanos é um dos desafios mais significativos do mundo. A coleta de dois bilhões de garrafas PET é uma prova do fato de que cada um de nós pode ser um herói na redução do desperdício de plástico, enquanto melhoramos as vidas das pessoas que o coletam. Nossos heróis – os coletores, proprietários de filiais, parceiros, colaboradores e funcionários – estão conduzindo negócios, consumo, vidas e o planeta em direção à regeneração – diz o fundador e CEO da Plastic Bank, David Katz.

No Brasil, a empresa já coletou o equivalente a mais de 97 milhões de garrafas PET e tem mais de 2.400 registrados no programa. A operação teve início no Rio de Janeiro, onde já existem cerca de quarenta pontos de coleta parceiros, e está em expansão para São Paulo e para o Espírito Santo.

A diretora geral da Plastic Bank no Brasil, Helena Pavese, comenta que a atuação no país é essencial para acelerar as metas globais da empresa:

– No Brasil, um território com uma costa litorânea tão extensa, todos deveriam ter a missão clara de ajudar a reduzir o volume de plástico que chega aos oceanos. Queremos transformar um ciclo vicioso de descarte incorreto de lixo e de desvalorização do trabalho de coletores em um novo ciclo, virtuoso, caracterizado pela redução da poluição hídrica e pela melhoria da qualidade de vida de camadas mais vulneráveis da população.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Notícias relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

- Publicidade -spot_img