23 C
Rio de Janeiro
spot_imgspot_imgspot_img
spot_img

Livro “Economia Circular: Debate Global, Aprendizado Brasileiro” é lançado

Mais lidas

eco21
eco21https://eco21.eco.br
Nossa missão é semear informação ambiental de qualidade.

Organizada por Beatriz Luz e publicada pela Bambual Editora, a obra reúne artigos de 32 autores, incluindo especialistas internacionais, e casos de projetos desenvolvidos por empresas brasileiras

A adoção da economia circular, além de oferecer uma nova oportunidade de fomento econômico, remodela processos e produtos, evitando problemas que afetam a sociedade e traçando o caminho para um futuro mais sustentável: esta é a grande defesa do livro “Economia Circular: Debate Global, Aprendizado Brasileiro”, publicado pela Bambual Editora. A obra, organizada pela fundadora da Exchange 4 Change Brasil e diretora do Hub de Economia Circular Brasil, Beatriz Luz, reúne artigos de 32 especialistas, incluindo as maiores autoridades globais no tema, e explora onze casos de negócios circulares desenvolvidos por empresas brasileiras. 

Beatriz Luz

As análises que integram o livro resultam das discussões levantadas pelo Núcleo de Economia Circular (NEC), grupo de estudos lançado em 2016 para debater, junto a especialistas internacionais, a transição para um novo paradigma econômico, permitindo a adaptação das soluções para a realidade brasileira. O prefácio da obra foi escrito pela ex-Ministra do Meio Ambiente do Brasil, Izabella Teixeira, e, entre os autores de dez países diferentes, estão nomes como Peter Gersen (Holanda), Freek Van Eijk (Holanda), Ladeja Godina (Eslovênia) e Brendan Edgerton (Estados Unidos), além de brasileiros que se tornaram especialistas no tema e representantes do BNDES, do CEBDS e do SEBRAE.

O Grupo Boticário, Raízen, YVY, Restaurante Olivia, Oryzasil e 499”Solar são algumas das empresas citadas no livro por liderarem iniciativas inovadoras no âmbito da economia circular. Os casos bem-sucedidos são apresentados com base nos cinco modelos de negócios da economia circular e contemplam o pioneirismo tecnológico, a visão de longo prazo, a mudança de processos, o estímulo à integração com outras empresas e setores, e a agregação de valor a toda a cadeia produtiva.

Beatriz Luz revela que a intenção é propor uma reflexão sobre o assunto, considerando o contexto global, mas guiando o leitor para uma perspectiva da realidade brasileira:

– O livro materializa análises e debates que realizamos por mais de cinco anos. Queremos compartilhar aprendizados e impulsionar o modelo circular, garantindo a regeneração do meio ambiente, um novo equilíbrio econômico e novas formas de fazer negócios, em linha com as metas de net zero e descarbonização da nossa economia. Para isso, contamos com o aprendizado de parceiros internacionais e uma análise crítica das oportunidades. O instituto de pesquisa holandês TNO, por exemplo, concluiu que a economia circular pode gerar ganhos de 7,4 bilhões de euros por ano e 54 mil novos empregos nos Países Baixos. Nenhum país deveria ignorar esta conjuntura. O sucesso do desenvolvimento circular na Holanda serviu de base para apresentar o conceito teórico e a visão sistêmica, e avaliar a aplicabilidade do modelo no Brasil. Espero que os artigos do livro sirvam de inspiração e fonte de estudos para trilharmos este caminho.

O conceito de economia circular é abordado considerando os oito passos essenciais à transição, que são aplicáveis em todas as realidades geográficas. Com base nos conhecimentos técnicos e práticos dos especialistas, o livro expõe, ainda, reflexões sobre a urgência da transição, a importância do ganho de escala, os riscos lineares nos negócios empresariais e industriais, a necessidade de um novo olhar de governança, e a importância da educação para a construção e manutenção de economias justas e de baixo carbono.

No Brasil, o avanço do tema tem se dado pelo setor empresarial, com iniciativas de empresas pioneiras e federações de indústrias que destacam a importância de desenvolver processos, produtos e serviços baseados em novos valores e atitudes, como forma de garantir a competitividade, a inserção no mercado global e o acesso a crédito.

– Pensar e agir de acordo com a Economia Circular é o ponto inicial para as mudanças estruturais urgentes que precisamos. Este é um dos pilares da transição global que já está acontecendo – comenta Isabel Valle, publisher da Bambual Editora.

INICIATIVAS CIRCULARES BRASILEIRAS: GRUPO BOTICÁRIO E RAÍZEN

A obra traz vastos exemplos de iniciativas brasileiras que vêm reformulando seus processos e produtos a fim de impulsionar a transição circular, ao mesmo tempo em que provocam mudanças de atitudes e criam modelos de negócios inéditos.

A parceria inovadora entre o Grupo Boticário e a Raízen possibilitou, pela primeira vez, o uso do Etanol de Segunda Geração (E2G) para a produção de perfumes. Devido à união de esforços, o etanol celulósico se torna cada vez mais promissor entre as soluções para o futuro, colocando o Brasil em destaque em todo o mundo por produzir E2G em escala comercial. O E2G garante qualidade e performance aos produtos, reduz impactos ambientais e contribui para manter a matriz energética cada vez mais limpa, atendendo à agenda global de transição energética.

As inovações circulares destacadas no livro incluem: projetos que geram produtos de fonte renovável e solucionam passivos ambientais, como é o caso da extração da sílica direto das cinzas da casca de arroz; negócios que estão provocando mudanças de atitude na sociedade, como as embalagens reutilizáveis do Restaurante Olivia; e empresas que,  por meio do design diferenciado de seus produtos, viabilizam novas experiências ao consumidor e a eliminação de resíduos.

Notícias relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

- Publicidade -spot_img