23.4 C
Rio de Janeiro

Comunidades pesqueiras se beneficiam com curso sobre resistência e permanência

Mais lidas

eco21
eco21https://eco21.eco.br
Nossa missão é semear informação ambiental de qualidade.

Márcia Régis | Redação Eco21 |

Estão abertas as inscrições para o curso Maré de Saberes, que abre o ciclo de
cursos da Rede de Formação Socioambiental do Projeto Redes.
O objetivo é o fortalecimento comunitário das comunidades pesqueiras e caiçaras dos municípios de Mangaratiba, Angra dos Reis, Paraty, Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião e Ilhabela.
Para isso, o curso será alinhado à resistência e permanência das comunidades pesqueiras/tradicionais no território, buscando fortalecer sua autonomia por meio do licenciamento ambiental, economia solidária, justiça socioambiental, educação diferenciada e outros temas.
Serão oferecidas 80 vagas, sendo 56 para comunitários e 24 para educadores da equipe que atua no Projeto Redes, que serão distribuídas em 2 turmas com 40 vagas para cada turma.
O prazo de inscrições termina em 28 de agosto.
A realização do Projeto Redes é uma medida de mitigação exigida pelo licenciamento ambiental federal, conduzido pelo IBAMA.
O tempo de duração do curso é de um ano, contado a partir de setembro de 2022, sendo dividido em dois momentos: tempo escola e tempo comunidade.
No tempo escola, há a necessidade dos cursistas acompanharem os conteúdos do curso durante 5 dias de forma integral, em local que será disponibilizado pela coordenação pedagógica. Para isso, a coordenação providenciará os custeios com deslocamento, hospedagem e alimentação dos cursistas.


Conheça o cronograma do curso

Notícias relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

- Publicidade -spot_img