20 C
Rio de Janeiro
spot_imgspot_imgspot_img
spot_img

Ruralômetro 2022 indica partido mais antiambientalista da câmara

Mais lidas

eco21
eco21https://eco21.eco.br
Nossa missão é semear informação ambiental de qualidade.

Márcia Régis | Redação Eco21 |

A ONG Repórter Brasil lança a versão 2022 da sua ferramenta Ruralômetro indicando que os deputados federais do Partido Novo são os mais antiambientalistas e contra os direitos dos indígenas.

O Ruralômetro é um “termômetro” digital que mede como cada deputado federal atuou em leis importantes para o meio ambiente, indígenas e trabalhadores rurais. 

Quanto pior o impacto dos projetos que o parlamentar votou ou propôs, mais alta é a sua temperatura. A “febre ruralista” indica comportamento negativo nessas áreas.

Para ver os resultados a cada ano, basta entrar no site da ferramenta, selecionar um estado e escolher os deputados desejados. O usuário pode escolher alguns filtros para ir mais diretamente à informação que deseja. 

Os filtros de busca indicam o perfil lamentável de muitos parlamentares da Câmara: multados pelo Ibama, multados por problemas trabalhistas, devem ao INSS, réus/condenados no STF, financiados por desmatadores, financiados por escravagistas. 

Em 2022, para classificar o desempenho de cada político, foram ainda analisadas 28 votações nominais e 485 projetos de lei que tiveram impacto sobre o meio ambiente e os direitos de indígenas, quilombolas e trabalhadores rurais desde o início da legislatura dos atuais parlamentares, ou seja, 2019.

“Seguimos dois critérios para calcular a temperatura dos deputados: como cada um votou nesta legislatura e quais foram os projetos de lei propostos. Organizações do setor socioambiental avaliaram esses projetos, indicando se o impacto é negativo ou positivo para o meio ambiente, comunidades tradicionais e trabalhadores rurais”, explica a Repórter Brasil. 

Notícias relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

- Publicidade -spot_img