23 C
Rio de Janeiro
spot_imgspot_imgspot_img
spot_img

Novo edital: floresta em pé e soberania alimentar

Mais lidas

eco21
eco21https://eco21.eco.br
Nossa missão é semear informação ambiental de qualidade.

O Fundo Casa Socioambiental lança na Semana do Meio Ambiente uma iniciativa que já coloca em prática algumas das recomendações da conferência Estocolmo+50, realizada nos dias 2 e 3 de junho. Trata-se da chamada de apoio a projetos de Sistemas Produtivos Resilientes: Economia Sustentável e  Soberania Alimentar no Pará e Maranhão.

Podem se candidatar projetos que valorizem a manutenção da floresta em pé e o fomento à sustentabilidade com o objetivo de promover a soberania alimentar. As organizações e associações interessadas podem inscrever aqui seus projetos até o dia 06 de julho de 2022. 

A iniciativa parte da premissa que já existe em curso a construção de uma nova economia mais justa e igualitária que beneficia a todos. Esta economia está sendo desenvolvida pelas comunidades locais, que protegem seus territórios ancestrais, defendem a floresta em pé, os rios, a biodiversidade e seu modo de vida. São coletivos que conhecem suas comunidades porque são parte delas.

A proposta central da chamada é fortalecer essas iniciativas coletivas com pragmatismo e urgência, para que possam ganhar em escala. Por isso, a chamada aborda três linhas temáticas distintas. Serão selecionados 28 projetos que serão apoiados com o valor de até R$35 mil reais cada. E a divulgação dos resultados já sairá em 16 de agosto desse ano.

Iniciativas como essa vêm de encontro aos princípios da declaração firmada na Estocolmo+50 pelos co-anfitriões Suécia e Quênia, extraídos dos Estados-membros e das partes interessadas por meio das plenárias e dos diálogos de liderança transcorridos nos dois dias de trabalho da conferencia. 

O encontro, concluído em 3 de junho, recomendou a adoção de uma agenda que inclui prioritariamente o bem-estar humano no centro de um planeta saudável e prosperidade para todos e todas. Outras recomendações: reconhecer e implementar o direito a um meio ambiente ecologicamente equilibrado, saudável e sustentável; adotar mudanças sistêmicas na forma como o sistema econômico atual funciona e acelerar as transformações de setores de alto impacto.

Leia aqui a Declaração da Estocolmo+50

Notícias relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

- Publicidade -spot_img