21 C
Rio de Janeiro
spot_img
spot_img

Hyundai se torna a primeira fabricante de automóveis a entrar no Hub de Economia Circular Brasil

Mais lidas

eco21
eco21https://eco21.eco.br
Nossa missão é semear informação ambiental de qualidade.
  • Ecossistema, que reúne empresas de diversos segmentos, vai desenvolver projetos conjuntos e explorar potencial da circularidade nas metas de descarbonização do setor automobilístico
  • Economia circular pode auxiliar em uma redução de 39% das emissões de gases de efeito estufa até 2032
  • Meta global da Hyundai é alcançar o net zero até 2045 em seus produtos e operações globais

A Hyundai anuncia sua entrada no Hub de Economia Circular Brasil (Hub-EC), o primeiro hub criado na América Latina a integrar empresas de diversos segmentos e portes comprometidas com a transição circular. A companhia é a primeira do setor automobilístico a integrar o ecossistema, com o intuito de explorar oportunidades e, em parceria com os demais membros, viabilizar sistemas conjuntos de economia circular, com o olhar para novos materiais e descarbonização. A montadora, que tem como meta global alcançar o net zero até 2045, vai difundir internamente os principais conceitos associados ao tema e fortalecer práticas de governança, preparando-se para as novas regulamentações da indústria.

Em suas primeiras interações com o Hub-EC, a Hyundai já apresentou iniciativas práticas nas dimensões de fluxo e fornecimento circular em seu complexo industrial de Piracicaba (SP): os resíduos do produto selante, utilizado na pintura das carrocerias, estão sendo reaproveitados na fabricação de artigos poliméricos, como antiderrapantes. Até mesmo as bitucas de cigarro descartadas são transformadas em massa celulósica por meio de um processo pioneiro de reciclagem, com tecnologia brasileira, seguindo para a produção de papel artesanal e reciclado.

Criado pela organização Exchange 4 Change Brasil (E4CB), que orienta a transição para a economia circular no país, o Hub-EC reúne empresas como Gerdau, Electrolux, Tomra, Covestro, Plastiweber e Wise Plásticos entre seus membros. O ecossistema facilita o engajamento e, por meio de uma modelagem única de articulação, promove relações de confiança e transparência para garantir a troca de informações confidenciais sobre os processos internos de cada empresa. Com isso, diretrizes são criadas para potencializar o ciclo reverso dos materiais, o que dificilmente seria estruturado de forma isolada pelas mesmas companhias. Como exemplo, há projetos em andamento para fortalecer a cadeia reversa do plástico filme e de linha branca.

“A oportunidade de integrar o Hub de Economia Circular está alinhada com a agenda de sustentabilidade que a Hyundai vem desenvolvendo no Brasil e no mundo. Recentemente,

a empresa completou dez anos de operações da sua fábrica em solo brasileiro e sempre esteve comprometida a promover impacto positivo na sociedade e no meio ambiente. Sabemos que podemos ir além das ações básicas, que também são de grande importância, e avançar em novos campos que potencializem nossa operação, como é o caso do Hub- EC”, destaca Ricardo Martins, vice-presidente administrativo da Hyundai Motor Brasil.

As iniciativas de sustentabilidade da Hyundai Motor Brasil têm sido reconhecidas por importantes órgãos no país. Recentemente, a companhia foi a única fabricante de automóveis premiada no 26º Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental, por suas iniciativas voltadas à sustentabilidade nos processos produtivos. Também foi certificada com o selo Ouro GHG Protocol pelo quarto ano consecutivo, que reconhece empresas que têm controle, gestão e transparência no tratamento dos gases de efeito estufa. Entre as ações sociais, destaca-se, nos últimos oito anos, o Projeto Sorriso Cidadão, por meio do qual a Hyundai, a Prefeitura de Piracicaba e o Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba beneficiaram mais de 60 mil pessoas oferecendo tratamento odontológico básico com consultórios adaptados em trailers.

A diretora da E4CB e fundadora do Hub de Economia Circular Brasil, Beatriz Luz, destaca que a Hyundai Motor Brasil traz uma diversificação setorial fundamental ao Hub-EC: “É com muita empolgação que recebemos a Hyundai no nosso ecossistema de impacto, trazendo novas oportunidades para conexões e soluções circulares. Existe uma percepção de que a transição para a economia circular envolve, exclusivamente, incentivos, políticas públicas e tecnologia, e que pode ocorrer a nível isolado e setorial. Mas, o que nós aprendemos com o Hub-EC é que, se não engajarmos todos os atores, de vários segmentos e tamanhos, e criarmos uma agenda comum, não saímos do lugar. A presença do setor automotivo nos permite expandir o debate para um contexto que envolve mobilidade, bioeconomia e a aplicação de novos materiais, em linha com a realidade do nosso país”.

A circularidade tende a estar cada vez mais nas estratégias de baixo carbono das empresas, com o uso de novas fontes de matéria prima, a transformação de processos e a integração da cadeia produtiva, de modo a influenciar também a mudança de atitude dos consumidores na escolha de produtos e serviços. De acordo com a organização Circle Economy, o mindset circular aplicado aos negócios pode auxiliar em uma redução de 39% das emissões de gases de efeito estufa até 2032, ao reduzir, reutilizar, recuperar, reciclar insumos e transformar produtos em serviços.

O foco do Hub-EC em 2023 é mostrar como as soluções circulares contribuem para as metas net zero e auxiliam as empresas em suas agendas ESG. O Hub-EC foi listado como uma iniciativa necessária à implementação efetiva da economia circular no Brasil no Roadmap de Economia Circular, elaborado pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) com o Centro e Rede de Tecnologia Climática (CTCN) da ONU.

Notícias relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

- Advertisement -spot_img