27 C
Rio de Janeiro

Itaipu está presente em relatório brasileiro que será apresentado nas Nações Unidas

Mais lidas

eco21
eco21https://eco21.eco.br
Nossa missão é semear informação ambiental de qualidade.

As Ações de Desenvolvimento Sustentável (ODS) desenvolvidas pela Itaipu Binacional estarão presentes no em um relatório que o governo brasileiro apresentará em julho, no Fórum da ONU, em Nova York

A Itaipu Binacional – empresa que administra a usina hidrelétrica de Itaipu, a maior do mundo – participou, nesta quarta-feira (3), de uma oficina sobre a elaboração dos Relatórios Nacionais Voluntários (RNVs), que reúne representantes de 24 países no Rio de Janeiro. As ações socioambientais da Itaipu Binacional, voltadas para o cumprimento dos ODS, estarão presentes em um relatório que o governo brasileiro vai apresentar no mês de julho, no Fórum Político de Alto Nível para o Desenvolvimento Sustentável, da Organização das Nações Unidas (ONU), nos Estados Unidos. O evento contou ainda com a participação da Primeira- dama, Janja Lula da Silva.

Entre essas ações, está incluída a organização da oficina dos RVS, que começou ontem (3) e termina nesta sexta (5), na Fiocruz, localizada na Zona Norte fluminense. Os Relatórios reúnem a situação de cada país em relação ao cumprimento e elaboração de metas diante de suas Ações de Desenvolvimento Sustentável. No Brasil, o Relatório é arranjado  pela Comissão Nacional dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (CNODS), que reúne representantes do governo federal, de governos locais e da sociedade civil.

Durante a mesa de abertura, Janja destacou a importância de uma aliança global para o cumprimento das metas estabelecidas, destacando a disparidade da luta pelos direitos das mulheres em outras partes do mundo, após um relato da Ministra das Mulheres da Guiné-Bissau sobre o debate acalorado no país sobre a mutilação genital feminina. “Os países precisam caminhar de mãos dadas, porque não adianta o Brasil alcançar todas as ODS até 2030 se a gente tem alguns países que ainda estão muito atrás”, afirmou.

Confira um trecho da fala da Primeira-dama.

Após a abertura, os participantes da oficina debateram em sessões as experiências de cada país. No painel sobre a experiência brasileira, Enio Verri, diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, contou que a sustentabilidade é uma preocupação da Itaipu desde a assinatura do Tratado, destacando a criação do programa Itaipu Mais que Energia, que leva as políticas de acompanhamento dos ODS a 434 municípios no Paraná e no Mato Grosso do Sul. “Para nós, é muito importante fazer parte desse processo”, reforçou. “Itaipu está engajada com o fortalecimento da Agenda 2030 e tem excelentes resultados na implementação de objetivos e metas, com foco no desenvolvimento territorial e gestão participativa.

Também participaram do evento o  embaixador  e  Secretário  de  Clima,  Energia  e  Meio Ambiente do  Ministério das Relações Exteriores, André Corrêa do Lago; o presidente da Fundação  Oswaldo  Cruz, Mario Santos Moreira; a diretora do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Flávia Vinhaes Santos, além da presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), Luciana Servo, que participou remotamente.

Notícias relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

- Advertisement -spot_img