Unesco pede mobilização em prol da biodiversidade

Foto: Kirsi Kataniemi



A Unesco pede uma mobilização em favor da biodiversidade para fornecer fundos multiparceiros em fase de constituição. Em vista deles: a reunião da COP15 da Convenção sobre Biodiversidade em Outubro próximo em Kunming, China.

Por ocasião do lançamento das comemorações dos 50 anos de seu programa sobre o Homem e a Biosfera (MAB), a Unesco convocou, no dia 24 de Março, um Fórum sobre Biodiversidade. O instituto da ONU apelou neste contexto “à mobilização de governos, cidadãos e sociedade civil, incluindo o sector privado, a favor da biodiversidade através da constituição de um fundo multiparceiro em fase de constituição”. “Para conter o colapso em curso da variedade de todas as formas de vida, as Nações Unidas irão propor aos Estados-Membros o objetivo de proteger 30% das superfícies terrestres e marítimas até 2030, durante a COP 15 da Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB) a ser realizada em Outubro próximo em Kunming (China) ”, declarou Audrey Azoulay, Diretora-Geral da Unesco.

20 milhões de dólares

O fundo multiparceiro em fase de constituição visa apoiar a restauração e mobilização da biodiversidade e dos ecossistemas enfraquecidos em sítios designados pela Unesco. Neste contexto, será ministrada formação aos jovens de forma a dotá-los de “instrumentos para a transição ecológica e inclusiva que deve ser acelerada até 2030”, especifica a instituição. A meta do fundo é de US$ 20 milhões, com a Itália já tendo anunciado uma participação de 3,4 milhões de euros (US$ 3,9 milhões) em três anos.

A Unesco lembra que seus próprios sítios (714 reservas da biosfera, 161 geoparques e 252 sítios do patrimônio natural) já cobrem 6% da superfície planetária, “o equivalente à China”, compara as Nações Unidas em educação, ciência e cultura. Além das áreas a serem preservadas, a Unesco defende “uma mudança de paradigma em nossa relação com os seres vivos a partir de uma mudança cultural nos modos de produção, educação e relacionamento com o meio ambiente.

LVMH lidera pelo exemplo

Parceira do MAB presente no Fórum, a LVMH, por meio de Antoine Arnault, administrador do grupo, anunciou a implantação de um vasto programa com a Unesco para a preservação de áreas florestais degradadas e ecossistemas hidrológicos e o desenvolvimento de empregos sustentáveis ​​em oito reservas da biosfera na Amazônia. “Esta nova estratégia é um dos pilares do novo programa de ação Life 360 ​​(Iniciativas LVMH para o Meio Ambiente), diz LVMH. Pretende ter um contributo líquido positivo para a biodiversidade: ao limitar o impacto da atividade nos ecossistemas, ao ajudar a reabilitar 5 milhões de hectares de habitats para a flora e a fauna até 2030, nomeadamente graças à agricultura regenerativa ”, especifica o grupo.

Além disso, a Unesco convida as transportadoras de soluções a que envie um vídeo de apresentação e/ou o compromisso de conviver em harmonia na Terra e de conservar e usar de forma sustentável a biodiversidade. “Esses vídeos serão coletados e compartilhados da forma mais ampla possível dentro do movimento que antecede a COP 15”, diz a organização.

FONTE:

https://www.environnement-magazine.fr/biodiversite/article/2021/03/26/133337/unesco-appelle-mobilisation-faveur-biodiversite?inf_contact_key=6ac473a5e47dcc294a394d721cd0b89e680f8914173f9191b1c0223e68310bb1

03/04/2021

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui