O lugar mais quente da Terra? Deserto de Sonora

Deserto de Sonora - Foto: Joe Parks



Até agora, o Vale da Morte localizado no sudeste da Califórnia detinha o recorde histórico de temperatura mais alta do planeta. Em julho de 1913, o termômetro marcava 56,7ºC nesta região. No entanto, novas medições mais precisas mostram que as temperaturas no norte do México e no sul dos Estados Unidos, no deserto de Sonora, na verdade correspondem ao lugar mais quente da Terra.

Temperaturas que excedem os recordes mundiais

Recentemente, os cientistas da NASA observaram que o México é o país com aquecimento mais rápido no mundo como resultado da crise climática. Na fronteira com os Estados Unidos, essa condição ganha destaque, dado o ecossistema desértico que prevalece naquela região da América do Norte. Durante a temporada do fenômeno natural El Niño, o lugar mais quente da Terra se encontra em Sonora.

Segundo Richard Stone, correspondente da Science, mais de 11 mil estações da Organização Meteorológica Mundial medem a temperatura do ar na sombra. Os registros até então mantidos eram dos espaços em que essa tecnologia estava disponível, deixando de lado aqueles ecossistemas nos quais não estavam instaladas.

Na ausência desses instrumentos especializados, esse tipo de medição não havia sido realizado no México. Recentemente, no entanto, foram registradas temperaturas de 80,8ºC, tornando o deserto de Sonora o lugar mais quente do planeta. Espantados com o recorde – que geralmente corresponderia a locais de outro mundo – os cientistas estabeleceram um novo recorde mundial.

Com uma temperatura máxima de 80,8ºC, os novos registros mostram que o deserto de Sonora se liga ao deserto de Lut, no sudeste do Irã, como os dois lugares mais quentes da Terra.

Por 20 anos, dois satélites terrestres da NASA mediram os níveis de ozônio na atmosfera do mundo. Dia a dia, os números são atualizados. Em áreas com poucas nuvens, essa tecnologia detecta o calor infravermelho emitido pelas superfícies para determinar a temperatura do solo.

Em geral, as temperaturas da superfície são mais altas do que o ar em dias ensolarados, quando são aquecidos pela energia do sol. A partir desses satélites, temperaturas como as do deserto de Lut, no Irã, foram registradas. Nesta ocasião, os cientistas responsáveis ​​por estas medições foram surpreendidos pelos números de Sonora: nunca antes foi detectado em nosso planeta um espaço com mais de 80ºC.

Com o estudo, foi determinada uma média entre as variações de temperatura ao longo do dia. No entanto, os cientistas não têm certeza se esse fenômeno está relacionado às mudanças climáticas no México. Na ausência de registros anteriores semelhantes, uma comparação confiável com números anteriores torna-se complicada. No entanto, é uma realidade que eles estão levando os animais, que estão no limite de sua tolerância ao calor, ao limite.

(Com informações da National Geographic)

FONTE:

http://www.cubadebate.cu/noticias/2021/05/25/que-calor-descubre-el-lugar-mas-calido-de-la-tierra/#boletin20210525

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui