O consumo digital já responde por 3% das emissões globais de CO2

Servidores do Data Center do Facebook na Suécia - Foto: Jonathan Nackstrand - AFP



Em menos de dez anos, estima-se que a tecnologia da informação consumirá 20% da energia gerada no mundo e a pegada de carbono da web pode se igualar à emitida pelo transporte global. Por isso propõe uma série de ações simples para reduzir essa pegada.

A transformação digital trouxe muitos benefícios, como a redução do consumo de papel, que impactam positivamente no combate às mudanças climáticas e reduzem as emissões de CO2. Porém, os centros de servidores consomem cerca de 30 bilhões de watts para armazenar nossos dados, o equivalente à produção de 30 usinas nucleares, uma vez que esses servidores precisam de energia para seu funcionamento e, principalmente, para seu resfriamento. A emissão de carbono dessa atividade digital é estimada em equivalente às emissões globais de CO2 de toda a indústria da aviação.

“A produção, uso e transferência de dados e, acima de tudo, armazenamento causa mais emissões de CO₂ do que seria de esperar”, explica Ana Jimeno, gerente de Qualidade, Meio Ambiente e Prevenção de Riscos Ocupacionais da ISS Espanha. Atualmente 60% da população mundial (4,66 bilhões de pessoas) têm acesso à Internet. “Cada consulta, cada pesquisa, cada arquivo enviado e cada documento armazenado, executado bilhões de vezes, é responsável por parte da crescente demanda global por energia e, portanto, também pelo aumento das emissões de CO₂”, acrescenta.

A maior parte da pegada digital não se deve tanto às mensagens ou ações que são realizadas na internet, mas ao fato de que em algum momento todos os dados que são salvos e compartilhados são armazenados, seja no servidor, no correio ou em um dispositivo que consome energia e, portanto, precisa de fornecimento de eletricidade, que gera grandes quantidades de CO2. Enviar todos esses arquivos para a nuvem também não é a melhor opção. A nuvem é um lugar real e tem a forma de um enorme servidor capaz de armazenar milhões e milhões de terabytes de informações de usuários em todo o mundo; informações que muitas vezes nunca mais usaremos.

As empresas tendem a armazenar a maioria dos arquivos que muitas vezes nunca são consultados novamente. Arquivos de clientes antigos, documentação que se acumula desatualizada, dados e dados, que não só impactam negativamente o meio ambiente, mas também podem atrapalhar o bom desempenho da empresa.

Pequenas atitudes podem ser eficientes na redução dessa pegada digital. Aqui cito algumas:

• Limpe dispositivos e remova documentos, vídeos e imagens duplicados ou não utilizados.

• Desinstale aplicativos e programas que não são usados.

• Exclua mensagens de e-mail antigas.

• Cancele a assinatura de boletins informativos que não foram lidos.

Essas pequenas ações diárias em grande escala representam uma redução significativa nas emissões de carbono.

14/06/2021

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui