Jovens foram decisivos para vitória de Biden em estados-chave

Protstos contra Trump na Califórnia - Foto: Toledo Blade


Covid-19, racismo e mudanças climáticas são principais preocupações dos eleitores jovens.

Uma nova análise mostra que a participação dos jovens nas eleições americanas pode ter sido decisiva nos chamados “swing states”. Houve um enorme salto na participação desse segmento nas eleições, e o estudo indica que Covid-19, injustiça racial e mudanças climáticas foram as principais razões que levaram esses eleitores às urnas. A análise foi feita pelo Centro de Informação e Pesquisa sobre Aprendizagem e Engajamento Cívico da Universidade Tufts (CIRCLE) e aponta ainda que a organização de campanhas de cadastramento de eleitores e o apelo de grupos influentes de jovens ativistas pelo clima foram decisivos para o aumento do comparecimento.

Com base nos votos contados até agora, o CIRCLE estima que o comparecimento às urnas dos que têm entre 18-29 anos aumentou 8 pontos percentuais em relação a 2016 (maior do que o aumento geral da participação). Esse segmento foi esmagadoramente a favor de Biden – 61% dos eleitores dessa faixa etária apoiaram o democrata em 2020, um aumento de 6% em relação à proporção que apoiou Hillary Clinton em 2016. E os votos dos jovens em Biden foram significativamente maiores do que a margem de vitória dele nos estados do Arizona, Geórgia, Pennsylvania e Michigan.

Uma pesquisa de opinião também recente, realizada pela Change Research, mostra que informar os jovens eleitores sobre o plano de mudança climática de Biden foi a melhor estratégia para aumentar o entusiasmo por ele.

“O engajamento dos jovens de todo o país levou as conversas sobre mudanças climáticas e justiça social para o topo da agenda”, diz Katie Eder, Diretora Executiva, Coalizão do Futuro. “Agora cabe a nós assegurar que o sucesso de nosso movimento histórico leve à ação sobre as questões que decidirão o futuro de nosso país para as gerações que virão.”

“Não há dúvida de que os recentes desastres relacionados ao clima, incluindo incêndios e inundações, motivaram muitos americanos de esquerda a se envolverem mais na política e a votarem em Joe Biden e nos democratas com a esperança de colocar a América de volta no caminho certo para evitar uma crise climática”, avalia Dana Fisher, professora de Sociologia da Universidade de Maryland.

Mudança nas propostas

Grupos de jovens, incluindo grupos focados no clima, como Sunrise Movement, Plus1Vote, Zero Hour, Future Coalition, trabalharam para registrar jovens eleitores. Devido à COVID-19, grande parte dessa organização foi realizada online. Um filtro do Instagram criado pela Plus1 foi usado por mais de 100.000 pessoas, incluindo celebridades como Halsey e Bella Hadid. Mais de 1 milhão de pessoas se registraram para votar por meio do Snapchat, e mais da metade delas são eleitores de primeira viagem. O Movimento Sunrise dedicou recursos significativos aos esforços de mobilização dos eleitores jovens desde o verão, e alcançou aproximadamente 3,5 milhões de jovens eleitores que nunca tinham votado.

Esse movimento gerou a adesão de um grupo socialmente heterogêneo e racialmente diverso, trazendo para o ativismo climático, por exemplo, jovens também identificados com a luta antirracista, mas a adesão desses novos segmentos foi negociada. A diretora executiva do Movimento Sunrise, Varshini Prakash, foi convidada a servir na Força Tarefa Biden-Sanders, e ela e outros insistiram em mudanças nas propostas climáticas dos democratas, que foram finalmente integradas à plataforma ‘Build Back Better’ de Biden.

“Os americanos tinham a compreensão fundamental do que estava em jogo nesta eleição. Agora que salvamos a alma desta nação, temos que continuar o impulso e salvar o planeta em que caminhamos”, avalia Saad Amer, co-fundador e diretor da Voto Plus1. “O trabalho não parou no dia das eleições. Os jovens continuarão a se organizar e assegurar que nossos funcionários eleitos representem a necessidade de uma política sobre o clima, justiça social e direito de voto.”

20/11/2020

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui